dicas_virus

6 dicas de segurança para tablets e smartphones

Muitos leitores do Blog tem me perguntado sobre a necessidade do uso de antivírus para tablets ou smartphones.

Na verdade os chamados vírus de computador são apenas uma parte das pragas desenvolvidas para roubar dados, apagar informações ou modificar as configurações de um sistema operacional (veja quais são os tipos neste artigo do site Tecmundo). Mas, para não complicar, vamos chamá-las apenas de vírus.

Para quem tem ou pretende comprar um tablet ou smartphone uma boa notícia: as infecções nestes dispositivos ainda são raras. E mais raras ainda nos dispositivos da Apple (iPad/iPhone/iPod).

Mas se você tomar alguns cuidados simples provavelmente não terá nenhuma dor de cabeça.

1 – Cuidado com aplicativos “na nuvem”

Para manter a segurança do seu dispositivo a principal atitude é baixar apenas aplicativos das lojas oficiais da Apple (sistema operacional iOS) e do Google (sistema operacional Android).

Vale lembrar que a Apple é mais rigorosa quanto aos aplicativos desenvolvidos por terceiros. O perigo está em usar um jailbreak para desbloquear um iPad (ou iPhone/iPod) ou baixar um aplicativo Android fora da loja do Google.

2 – Use uma senha de acesso

Digitar uma senha toda a vez que usamos nossos dispositivos é um saco! Mas é a única forma de garantir que ninguém mais tenha acesso aos nossos dados.

Alguns fabricantes de smartphones levam isto tão a sério que já desenvolveram sensores de reconhecimento de impressões digitais, como o modelo Atrix da Motorola (um recurso que ainda não funciona 100%).

O novo Windows 8 também deverá trazer uma nova forma de fazer o login, através de uma foto.

Mas se você quer garantir uma segurança maior, o melhor mesmo é continuar usando o sistema de senhas.

3 – Navegue por lugares seguros

Até hoje não consegui descobrir se é possível a infecção de smartphones ou tablets através da navegação em sites maliciosos.

Mas se isso é possível através do Windows, por que não seria através do Android? Portanto, prefira ficar longe dos sites suspeitos.

O novo Windows 8 (olha ele aí de novo!), que também rodará em dispositivos móveis, deverá oferecer uma camada extra de segurança, através de do seu browser Explorer 9.

4 – Seu bluetooth está ativo?

Deixar o bluetooth ativo pode ser uma porta aberta para a ação de hackers. Claro, uma senha forte praticamente elimina este risco. Na dúvida, “desligue” o bluetooth sempre que não for usá-lo.

5 – Instale um antivirus

Apesar de raros os virus existem, e o sistema Android é o mais visado pelos hackers (principalmente por ser o mais usado).

Outra vantagem é a de que a maioria dos aplicativos antivirus também oferece um sistema de backup e até de rastreamento, se você der mole e perder seu aparelho.

6 – De olho nas permissões

Ao baixar um aplicativo ele poderá pedir algumas permissões para completar a instalação. Se esta solicitação de permissão for compatível com o aplicativo tudo bem.

Mas atenção: se estivar baixando um aplicativo (um navegador, por exemplo) e ele pedir a sua lista de contatos, caia fora.

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.

  • Negu

    Luiz Fernando eu entendo que o único lugar “oficial” pra se baixar aplicativos Androide é na Makeplace e nao outro.

  • Paulus

    O artigo não diz que a Google não verifica a confiabilidade de nenhum dos aplicativos que caem no Market dela. Já a Apple analisa 100% do seu Store.

    É por isso que já há vírus e malwares para Android, não porque ele é mais usado.

    • Paz

      O que eu quis dizer é que os hackers preferem atuar nos sistemas mais usados, como o Windows e o Android.
      Mas você tem toda a razão: o Google não verifica a confiabilidade da maioria dos aplicativos antes de aceitá-los na sua loja.

  • Luiz Fernando

    O post está correto menos num ponto: os aplicativos Android podem ser baixados em outros lugares “oficiais” e não apenas na Android Market.

  • Negu

    Luiz Fernando eu entendo que o único lugar "oficial" pra se baixar aplicativos Androide é na Makeplace e nao outro.

  • Paulus

    O artigo não diz que a Google não verifica a confiabilidade de nenhum dos aplicativos que caem no Market dela. Já a Apple analisa 100% do seu Store.

    É por isso que já há vírus e malwares para Android, não porque ele é mais usado.

    • Paz

      O que eu quis dizer é que os hackers preferem atuar nos sistemas mais usados, como o Windows e o Android.
      Mas você tem toda a razão: o Google não verifica a confiabilidade da maioria dos aplicativos antes de aceitá-los na sua loja.

  • Luiz Fernando

    O post está correto menos num ponto: os aplicativos Android podem ser baixados em outros lugares "oficiais" e não apenas na Android Market.