foxconn_incendio

Fábrica do iPad na China é atingida por forte explosão

Duas pessoas morreram e 16 ficaram feridas em um incêndio seguido de uma forte explosão na Foxconn, empresa de capital taiwanês, e montadora de produtos da Apple, nesta sexta-feira, 20 de maio.

As causas ainda não foram divulgadas pelas autoridades chinesas, que se apressaram em dizer que a explosão não teria sido “intencional”.

A Foxconn possui 900 mil operários e é responsável pela montagem de iPhones e iPads, além de produtos da Dell, Hewlett-Packard, Nokia, Microsoft, Sony e Amazon.

Segundo jornais chineses, uma das áreas afetadas teria sido a da montagem do iPad 2.

O porta-voz da Foxconn, Edmund Ding, disse que a produção será suspensa enquanto durar a investigação sobre as causas do acidente.

Assim, se for confirmado que o incêndio atingiu mesmo a área de montagem dos iPads, a comercialização do tablet da Apple será afetada em todo o mundo.

Se a produção atual não tem atendido a demanda pelo iPad 2 é de se esperar que agora a entrega fique mais prejudicada ainda.

Este já é o segundo incidente em menos de um ano envolvendo a empresa taiwanesa na China.

No ano passado, a Foxconn enfrentou uma onda de suicídios, que provocou a morte de 13 de seus empregados na fábrica de Shenzhen, onde trabalham e vivem mais de 300 mil pessoas.

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.