facebook_Home

Facebook apresenta o “Home”, seu novo aplicativo para Android

O Facebook anunciou hoje o seu aplicativo Facebook Home, que substitui a tela inicial padrão do Android.

O objetivo é centralizar as ações básicas do Facebook na homescreen, ou seja, a comunicação e o acesso aos conteúdos — em vez de aplicativos e tarefas, como é a primeira tela do Android “comum”.

O Facebook também anunciou uma versão especial do Home, que virá pré-instalado no recém lançado HTC First (se for comprado na operadora norte-americana AT&T).

Segundo a empresa, todo o mês serão lançadas atualizações com novos recursos, além de tornar o aplicativo acessível a novos dispositivos.

E o smartphone do Facebook?

Muitos sites especializados (incluindo o Blog do Paz) afirmaram que o Facebook faria o anúncio de um novo smartphone, em parceria com a taiwanesa HTC.

Bem, o dispositivo foi realmente lançado, é o HTC First, com o Home pré-instalado.

Na verdade, ficou evidente que a ambição do Facebook é muito maior: transformar a maioria dos aparelhos com Android em Facebook Phones.

No começo do evento, o seu diretor Mark Zuckerberg chegou a ironizar:

— Hoje vamos finalmente falar sobre o smartphone Facebook, mais precisamente, vamos falar sobre como você pode transformar seu aparelho em um aparelho Facebook.

Quem poderá baixar?

Home vai ser lançado no dia 12 de abril, inicialmente apenas nos EUA e só para os usuários com:

1 — Android Jelly Bean e Ice Cream Sandwich (Gingerbread não).

2 — HTC One, HTC One X, Samsung Galaxy S III & S4, Galaxy Note II. [*]

3 — Versão mais recente do Facebook e do Facebook Messenger.

[*] O Facebook está em negociações para a pré-instalação do Home em aparelhos da Samsung, Huawei, Sony, ZTE, Lenovo e Alcaltel (Onetouch).

facebook_Home_detalhe

O que vem na tela inicial

O novo aplicativo é todo focado na alimentação constante de conteúdo (fotos, vídeos, notificações, alertas, etc).

A ideia é oferecer ao usuário uma experiência voltada para as ações inter pessoais e não mais uma interação com os aplicativos.

A interação com seus contatos, amigos, etc, fica agora concentrado na tela de abertura.

Além disso, não é necessário ficar trocando entre vários aplicativos. Você pode usar o Chat, ler uma mensagem, ver uma foto, tudo num só lugar.

Assim, o fluxo de comunicação, teoricamente, tem uma lógica que facilita o seu uso.

O mundo na visão do Facebook

Na visão egocêntrica do pessoal do Facebook o mundo gira em torno da sua rede social.

Se for assim, todos os usuários de celulares, tablets, e principalmente smartphones, e que rodam Android, deverão abandonar os demais aplicativos e passar a usar apenas a tela do Facebook Home.

Para mim, o problema não é o Facebook lançar um aplicativo mais decente para os dispositivos móveis, o que não tinha acontecido — inexplicavelmente — até hoje.

O ruim é essa arrogância em achar que o aplicativo social da empresa é o futuro da humanidade.

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.

  • Olá, Jayme. Achei sua página bastante satisfatória e informativa. Só gostaria de elogiá-lo pelo seu trabalho e pelo caminho profissional que você encontrou agregando as informações precisas do jornalismo com a tecnologia e interação do designer gráfico. Parabéns!!

    • Paz

      Valeu, L.A. Obrigado e volte sempre.