A parceria entre a Dell e a Microsoft trouxe muito lucro para as duas empresas durante mais de uma década. Líder do mercado de desktops e laptops, a Dell enfrenta agora um novo e duro desafio: lançar um tablet à altura da sua marca.

Recentemente a empresa anunciou o seu Inspiron Duo, uma proposta de oferecer, ao mesmo tempo, um tablet e um netbook. Rodando o Windows 7.

O problema começa exatamente no sistema operacional. Estranho isso, pois nem a própria Microsoft teve a coragem de anunciar o Windows 7 como adequado para rodar em tablets.

De cara, fui ver a capacidade de sua bateria, pois já previa uma autonomia bem baixa com este Windows. Bingo! Apenas 1h 52min. Bem isso seria quase a mesma coisa do que você comprar um carro flex que andasse 50km e já precisasse de novo reabastecimento.

Peso pesado

Como tablet, ele também é muito pesadão: 1,54 kg. Isso é bem mais do que o dobro de um iPad 2 (601 g). E muito gordão: 28,7 mm (contra 8,6 mm do Samsung Galaxy 10.1).

Como era de se esperar, o Inspiron Duo não funciona como um tablet “normal”, nem poderia, pois o Windows 7 não foi pensado para isso. A Dell ainda tentou incluir alguns aplicativos próprios para fotos e vídeos, mas, convenhamos, é muito pouco.

Tudo isso até seria aceitável se o preço fosse o seu principal atrativo. Mas não é. Ele custa R$ 1.899,00, na loja da Dell. Por R$ 1.649,00 você leva um iPad 2.

Resumindo: ele é insuficiente como netbook (apesar da sua configuração acima da média) e como tablet (pelo peso, espessura e sistema operacional).

A boa notícia é que a Dell está planejando entrar no mercado brasileiro com uma linha de tablets, o que deverá ocorrer ainda em 2011 através de uma montadora.