iphone6_tela_flexível

iPhone com tela flexível? Espera pra ver!

Estão cada vez mais quentes as informações de que o próximo iPhone, o de sexta geração, vá usar uma tela com tecnologia IGZO, da Sharp.

Junte-se a isso a tecnologia retina display, e o iPhone 6 poderá ter uma super tela Full HD, maior, mais fina, mais sensível ao toque e com baixíssimo consumo de bateria.

Alguns rumores vão um pouco mais além: a Apple já está se preparando para lançar uma tela flexível.

Tá certo, ainda é muito cedo para se acreditar que o próximo iPhone venha com uma tela flexível. Mas acredite: elas já existem e a sua entrada no mercado é só uma questão de tempo.

iphone6_tela_flexivel_sharp
Em 2012 a Sharp apresentou a sua tela OLED flexível

Nova parceria

Depois do divórcio com a coreana Samsung, a Apple está se aproximando cada vez mais da japonesa Sharp.

A escolha não foi aleatória. A Sharp está desenvolvendo novas telas IGZO, com inúmeras configurações.

A primeira é uma LCD de 4,9 polegadas, com 720×1280 pixels – e 302 ppi. A segunda é ainda mais impressionante. Uma LCD de 6,1 polegadas, com resolução de 2560×1600 pixels – e 498 ppi.

Muitas vantagens

A ideia de uma tela flexível não é nova. Os primeiros esboços saíram dos laboratórios da Xerox em 1974.

E desde 2008, LG, Nokia, Philips, Samsung, HP, Fujitsu, TDK e Sony já mostraram os seus protótipos.

A grande novidade é o uso do plástico no lugar do vidro.

Além de poderem ser dobradas, essas telas embutem uma outra grande vantagem: consomem 100 vezes menos energia do que uma LCD.

Só para se ter uma ideia, as telas OLED tradicionais, consideradas até aqui como uma das mais avançadas do mercado, são apenas duas a três vezes mais eficiente do que as LCDs.

Esta inovação também permite que sejam fabricados smartphones e tablets com molduras mais estreitas e telas mais sensíveis ao toque, graças a transistores menores e o uso de uma película mais fina.

Telas LCD
Tamanho 4.9 polegadas 6.1 polegadas
Resolução (em pixels) 720 x 1280 2560 x 1600
Densidade de pixels 302 ppi 498 ppi
Uso Smartphones Dispositivos móveis
Telas orgânicas
Tamanho 13.5 polegadas 3.4 polegadas
Resolução (em pixels) 3840 x 2160 (QFHD) 540 x 960
Densidade de pixels 326 ppi 326 ppi
Uso White OLEDs + RGB color filters Telas flexíveis

Fonte: Sharp

O fim do papel?

Não é difícil se prever. Nos próximos anos, talvez entre 2014/2016, virá um iPhone (e um iPad) com tela flexível.

Por que a Apple faria isso? Se não fizer, outros fabricantes o farão. Samsung, Nokia, HTC.

Isso significa simplesmente a primeira grande revolução desde o lançamento do primeiro tablet, o próprio iPad.

iphone6_tela_flexivel_samsung
Protótipo do smartphone com tela OLED flexível, da Samsung

É mais do que uma evolução na qualidade da imagem; a tela flexível também vai representar o surgimento de um novo suporte, capaz de rivalizar com o até aqui imbatível papel.

É claro, muitos obstáculos ainda precisam ser vencidos; não se implementa uma tecnologia tão inovadora de uma hora para outra.

Mas a tela flexível já está aí e o seu aparecimento no mercado é só uma questão de tempo.

Poderia ser o fim dos livros, jornais e revistas em papel? E por que não?

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.

  • Guilherme

    Muito bom.