Projeção de como deverá ser o novo smartphone

Myst, o smartphone do Facebook, pode chegar em abril

Convite misterioso
Convite misterioso

“Venha ver a nossa nova casa no Android”. 

Este é o texto do convite do Facebook para um evento no dia 4 abril e que detonou uma onda de especulações sobre o possível lançamento de um smartphone com a marca da empresa.

Certo, o evento pode ser apenas o anúncio de um novo aplicativo para dispositivos Android.

Mas a lógica do mercado indica que o lançamento de um smartphone com o logotipo Facebook é só uma questão de tempo.

Óbvio que o Facebook não vai confirmar nada, mas, assim como já acontece com a Apple, é praticamente impossível não haver o vazamento de informações sobre a fabricação de novos dispositivos.

O motivo é simples: a produção envolve a participação de dezenas de fornecedores.

Projeção de como deverá ser o novo smartphone
Projeção de como deverá ser o novo smartphone

Não é um top de linha

O Myst vai ser fabricado pela taiwanesa HTC e ocupará uma faixa intermediária do mercado, a de aparelhos com bom recursos, mas sem chegar a ser um top de linha.

Virá com um processador dual-core, da Qualcomm, com 1.5GHz; 1GB de RAM e 16GB de armazenamento interno.

A câmera traseira terá 5 megapixels (talvez com a tecnologia Ultrapixel da HTC) e a câmera frontal, 1,6 megapixels.

O sistema operacional é o Google/Android Jelly Bean 4.1.2.

A tela é uma 4,3 polegadas (o mesmo tamanho do Samsung Galaxy S2) com resolução de 720p, com 320 ppi de densidade de pixels.

facebook_smartphone_foto4

Parceria lucrativa

Essa fusão entre HTC e Facebook seria boa para as duas empresas.

Para a HTC, por estar num mercado de alta concorrência. Só entre 2011 e 2012, a HTC perdeu 5% da sua participação no mercado de smartphones, caindo da quinta para a décima posição entre os principais fabricantes do mundo.

Para o Facebook, que teria um smartphone com funções personalizadas, obviamente com destaque para os seus aplicativos, como o Messenger e o próprio Instagram.

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.