Número de spams no Brasil chega a 8 bilhões por ano

Não, não é um engano. O número é este mesmo: 8 bilhões. Apesar das previsões sobre a queda do número de emails, sendo substituídos pelas redes sociais (leia-se MSN, Twitter, Facebook, etc), o envio de mensagens pelo correio eletrônico cresce todos os dias.
Calcula-se que este número pode chegar a casa dos bilhões, mas as estatísticas variam entre as várias organizações que as divulgam.

Seriam 90 trilhões de emails só em 2009, divididos entre os 1,4 bilhão de usuários, e quase 100 milhões de novos usuários neste período. Cifra esta inflacionada pela espantosa taxa de spams (emails não autorizados): 81%

Se considerarmos estes 90 trilhões, chega-se ao fabuloso número de 72,9 trilhões de spams em 2009. É um crescimento de 24% em relação a 2008. Isso equivale a 200 bilhões de spams por dia.

Brasil já é segundo

Nesta conta o Brasil já é o segundo país onde mais se gera spam. De 2008 a 2009 foi um crescimento de 7%, e hoje já representa 11% sobre o total de spams no mundo, alcançando a marca de 8 bilhões de spams em 2009. O primeiro posto ainda é ocupado pelos EUA (23% – queda de 2% em relação a 2008).

O setor de serviços lidera o envio de spams, enquanto os golpes virtuais (através da tentativa de phishing) estão dirigidos ao setor financeiro.

A empresa norte-americana Symantec, especializada em programas de segurança, revela que foram identificados 2,8 milhões de códigos maliciosos em 2009, representando um aumento de 70% em relação a 2008.

 

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.