Após o anúncio do governo federal da eliminação da cobrança de algumas taxas, 13 empresas (*) já manifestaram interesse na produção e montagem de tablets no Brasil.

A Medida Provisória nº 534, publicada nesta segunda, reduz de 9,25% para zero a alíquota de PIS/Cofins sobre tablets, o que tem um impacto direto de 31% no preço final. Esta mesma isenção já é aplicada para a montagem de PCs.

Fora isso, o governo ainda prepara outras medidas para reduzir ainda mais as taxas e impostos. Classificando os tablets no Processo Produtivo Básico (PPB) a redução total chegaria a 39%.
Alguns governos estaduais também pretendem reduzir o ICMS. São Paulo já anunciou que sua alíquota passa de 18% para 7%.

O objetivo do governo brasileiro é elevar o país ao terceiro maior mercado mundial de computadores. Faz parte deste \”pacote\” a ampliação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).
Para usufruir dos benefícios, os fabricantes terão de usar, inicialmente, 20% de componentes fabricados no Brasil.

O ministro da Ciência e da Tecnologia, Aloizio Mercadante, espera que este percentual atinja 80% até 2014. (*) Positivo, ZTE, Asus, Envision, Motorola, Samsung, LG, Itautec, Sanmina, Foxconn, Compalead, Semp Toshiba, Aiox e MXT.

J Paz Filho

J Paz Filho

Jornalista, faço a produção de conteúdo e a criação de websites - incluindo e-commerce.///Especialização em design na Unisinos///Editor de jornais e revistas especializados.///Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato.
J Paz Filho

Últimos posts por J Paz Filho (exibir todos)