popular_b

Popular Science para iPad vende 10 mil assinaturas

Um dos maiores sucessos de revista impressa que deu certo no iPad é o da centenária revista norte-americana Popular Science.

A Bonnier Technology Group, editora da Popular Science, já vendeu 10 mil assinaturas da sua versão para o dispositivo da Apple. Pouco se comparado às 1,3 milhão de assinaturas da versão impressa.

Mas, vale lembrar, este número representa o período de apenas seis semanas.

Muita pesquisa antes de criar o aplicativo

A Popular Science+ aproveita a maioria dos novos recursos disponíveis para o tablet da Apple. Especialmente o multi-touch.

Pressionando com o dedo em qualquer box de uma página ele “desaparece”, dando lugar a uma foto que preenche toda a tela, por exemplo.

O índice fica sempre a mão, na parte de baixo, e os toques na tela quase sempre revelam uma surpresa. Como os infográficos interativos.

O resultado é uma experiência de navegação rica e amigável.

O trabalho foi realizado por uma pequena equipe interna de pesquisadores e editores, juntamente com uma agência de criação de Londres, a BERG, e a Bonnier, que ficou com a responsabilidade pelos estudos da interação com o usuário.

Sara Öhrvall, da Bonnier, diz que a equipe procurou fazer uma desconstrução radical na experiência de ler revistas:

“Pesquisamos muito, principalmente como as pessoas consomem as revistas impressas. Por isso sabíamos exatamente aonde deveríamos chegar”.

Uma nova experiência de leitura

O principal desafio da Popular Science foi o de traduzir o conteúdo para uma nova experiência do usuário. Assim, o conteúdo não foi reinventado, mas adaptado.

Mark Jannot, editor responsável da Popular Science+ e membro da equipe Mag+, acredita que o Popular Science+ combina o espírito da revista impressa com as vantagens do iPad:

“O que acontece com o iPad é que ele é um dispositivo portátil com o qual você se sente extremamente independente”.

“Nosso objetivo foi oferecer uma revista digital com a sensação de uma revista impressa. Acreditamos que isso é crucial para nos concentrar no que já oferecemos impresso, ou seja, uma experiência fantástica e prazerosa, altamente visual e bem elaborada, mas, ao mesmo, bonita, fluida e perfeita para o iPad.”

O box “desaparece” dando lugar a uma imagem full

 

Design começou com um wireframe

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.