aeroportos

Privatização dos aeroportos: o que a mídia “esqueceu” de falar

Nunca diga a um jornalista que uma informação pode ser manipulada.

Por instinto de sobrevivência, a maioria dos jornalistas acredita que a notícia é isenta de qualquer influência externa, que é simplesmente “a verdade dos fatos”. Pura ilusão.

Para mim, a teoria que melhor explica esta dependência é a que diz: os meios de comunicação não  podem impor o que você vai pensar, mas podem determinar sobre aquilo que você deve pensar.

É o que no jornalismo se denomina “pauta”.

As notícias sobre a recente privatização de alguns aeroportos brasileiros são um exemplo disso.

Não vi nenhuma reportagem explicando como funcionam os aeroportos brasileiros.

Não vou entrar nesta polêmica. Vou apenas colocar alguns links e deixo para você tirar as suas conclusões.

> A resposta da Infraero à Veja

> Sindicalista compara concessão de aeroportos ao sistema elétrico: “Tá cheirando mal”

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.