tumblr_venda

Todos querem o Tumblr. Yahoo teria oferecido 1 bilhão de dólares

O Yahoo teria feito uma proposta aos principais acionistas do Tumblr, um serviço gratuito de hospedagem de mini blogs, por um valor ao redor de 1 bilhão de dólares.

Este é o valor pago pelo Facebook ao Instagram. Só que o Tumblr é um serviço com muito mais potencial de crescimento, e, feita a comparação, eu acredito que ele valha pelo menos o triplo do preço pago pelo Insta.

O melhor do Tumblr está na sua simplicidade. Nada de comandos estranhos e complicados, como no Facebook.

Factoide?

A notícia pode ser apenas um factoide para chamar a atenção sobre as duas empresas. Ou para aumentar o valor das ações do Tumblr.

Mas a verdade é que o Tumblr tem despertado a cobiça não só do Yahoo mas do Facebook e de outras empresas também.

O que todas querem é o valor representado pelo número de mini blogs inscritos: perto de 200 milhões.

Mais do que isso, é o aumento do número de novos usuários do Tumblr nos últimos meses. A grande maioria vinda do próprio Facebook.

Aplicativo do Tumblr no iPhone
Aplicativo do Tumblr no iPhone

Bilhões de visitas

Os números do Tumblr impressionam: no início de 2012, a rede chegou aos 15 bilhões de pageviews.

Segundo estimativas da Quantcast, em 2011 o serviço quase dobrou o número de visitantes mensais; de cerca de 80 milhões para quase 140 milhões.

Já eram mais de 35 bilhões de posts, 80 milhões de blogs hospedados, dezenas de milhões de novos posts todos os dias e perto de 160 milhões de membros.

Objetivo: retomar a liderança

Sabe aquele time que não ganha um campeonato a anos e sai comprando um monte de jogador meia boca?

Pois esta foi a estratégia usada pelo Yahoo nos últimos tempos.

Fundada em 1994, na Califórnia, o Yahoo foi o primeiro grande buscador da internet. E logo tomou a liderança.

Mas em 1998 chegou o Google e acabou com a festa.

Hoje o Yahoo já foi ultrapassado – além do Google – pelo Facebook e YouTube, entre os websites mais procurados em todo o mundo.

Vender e comprar

Nos últimos anos a empresa foi às compras e adquiriu empresas menores, na tentativa de aumentar seu portfólio de serviços e aumentar a sua audiência.

O portal de fotografias Flickr talvez seja a sua negociação mais conhecida. A maioria, porém, não rendeu muita coisa.

Todas estas mudanças tem o dedo de uma ex-empregada do antigo rival: Marissa Mayer, atual presidente da companhia, ex-funcionária do Google.

Com a sua chegada, muitos serviços foram simplesmente eliminados, uma prática comum aplicada pelo Google.

Mas as compras continuaram, talvez agora com um pouco mais de “critério”.

Ainda em março de 2013, o Yahoo comprou o Trim, um aplicativo feed de notícias, por 122 milhões de reais.

Junto com isso, a empresa resolveu acompanhar de perto os seus serviços em dispositivos móveis, especialmente Android e iOS.

Aplicativos relativamente simples, como o Yahoo Tempo, foram incorporados e já fazem grande sucesso, justamente pela simplicidade. (E pelo belo design).

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.