windows8_desktop

Vale a pena mudar para o Windows 8?

Depois de instalar o Windows 8 (versão beta, para testes) no meu PC fiquei com duas sensações diferentes:

A primeira, e principal, foi a de que o Windows 8 ficou bem mais leve e limpo do que o seu irmão mais velho, o pesadão (e poluído) Windows 7.

A instalação foi mais fácil do que eu imaginei. Muito rápida. Ocupou mais ou menos 15GB do meu HD.

A segunda impressão foi a mais óbvia e a que mais saltou aos olhos: ele foi pensado e produzido para rodar em smartphones e tablets.

O Windows 8 fica meio estranho rodando num PC com uma tela de 20 polegadas e com o mouse.

Os “blocos”, que são a sua marca registrada, talvez funcionem bem em telas touchscreen pequenas, mas ficaram enormes no meu monitor.

O Windows 8 não segue muito a lógica de “navegação” do Windows 7. E é menos “intuitivo” do que o Linux ou o OS X da Apple.

Estranho, por que quase todas as funções e tarefas do W7 estão alí presentes. Só que achá-las ficou mais complicado.

É compatível?

E para quem pensa em abandonar as versões anteriores fica apenas um pequeno alerta: confira se os seus programas e drivers são compatíveis.

Vou dar um exemplo. Tentei baixar um gerenciador de cores da Samsung e ele não rodou no W8. Mas eu também baixei outros programas e não tive nenhum problema.

Conclusão

O Windows 8 é sim uma evolução e vale a pena fazer este upgrade.

Roda mais leve, é mais rápido e tem um layout bem mais limpo. Algumas soluções de design ficaram muito, muito boas mesmo.

O Hotmail é o melhor exemplo. Seu novo desenho ficou até melhor do que a maioria dos concorrentes, como o Gmail.

A partir de agora os usuários que aderirem ao novo sistema da Microsoft também vão ter que se acostumar com um novo conceito, que já está presente nos tablets e smarthphones: você fica ligado a uma conta de usuário (email), que vai servir para se conectar com a loja de aplicativos e redes sociais.

Além disso, a maioria das tarefas vão ser feitas “na nuvem”, através de aplicativos, e não mais através de “programas”, como o pacotão Office.

Minha impressão final: eu gostei do Windows 8, mesmo rodando em um desktop.

///

Paz

J Paz Filho - Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce. Tenho especialização em design gráfico na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados. Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.