Hoje, a principal diferença entre os tablets está no sistema operacional (e no número de aplicativos disponíveis).

O iPad 2 roda o excelente iOS da Apple. E quase todos os demais, o Android, do Google.

Mas qual seria o melhor se analissásemos apenas o hardware?

Pois está vindo aí um dispositivo que vai fazer os demais fabricantes ficarem preocupados: o Eee Pad Transformer Prime, da taiwanesa Asus.

Ele não é o Transformer vendido no Brasil. O modelo “nacional” não é tão fino e sua configuração não é tão avançada quanto o Transformer Prime.

Bons atributos ele tem, e de sobra. Confira:

Teclado físico

A característica mais marcante deste Asus é o seu teclado físico, que pode ser acoplado ao tablet. Olhando de longe ele pode até ser confundido com um notebook.

Mais fino

Para começar ele chega como o tablet mais fino do mercado (8,3 milímetros de espessura, contra 8,6 mm do Samsung Galaxy 10.1).

Processador

A especificação mais importante do Transformer é o novo processador Nvidia Tegra 3, com um imbatível chip quad-core de 1.3GHz. Vai deixar todos os outros tablets comendo poeira.

De cara, já dá para dizer que, com esse processador, ele se aproxima da velocidade dos PCs, especialmente para rodar games. Assim também podemos esperar vídeos em HD com muito menos “trancos”.

Bateria

Tudo isso com uma bateria que chega a 12 horas de uso. Isso mesmo!, 12 horas no modo vídeo.

Tela

A Asus também deu uma atenção especial à tela, que vem com uma tecnologia IPS super-crisp, semelhante ao do iPad 2. O resultado é menos reflexo, mesmo junto a luzes incandescentes ou ao ar livre.

Câmeras

Até nas câmeras a Asus caprichou. A câmera traseira, por exemplo, atinge 8 megapixels. Quem já teve a oportunidade de testar o vídeo HD com 1080p afirma que a qualidade é muito boa, sem granulações e boa fidelidade de cores. A web cam frontal tem 1,2mp, com qualidade acima da média.

Sistema Operacional

O  Transformer  roda o Android 3.2 Honeycomb mas está preparado para receber a próxima atualização do Android, o Ice Cream Sandwich.

Conexões

Todas as opções de conexão mais comuns estão aqui: Wi-Fi 802.11n, Bluetooth 2.1, entrada para fone de ouvido e um micro HDMI para conexão com uma TV HD.

Conclusão

Unir o tablet a um teclado físico é uma solução que alguns fabricantes encontraram para tentar cativar usuários de net e notebooks.

A primeira versão do Transformer — a vendida no Brasil — é meio pesadona, o que torna esta acoplagem um tanto desajeitada. Mesmo assim, por 1.100 reais pode ser uma boa opção.

O novo Transformer — por enquanto à venda apenas no exterior — tem um preço muito competitivo: 499 dólares para o modelo com 32GB e 599 dólares para o de 64GB.

J Paz Filho

J Paz Filho

Sou jornalista, trabalho na produção de conteúdo editorial e na criação, desenvolvimento e manutenção de websites - incluindo e-commerce.///Especialização em design na Unisinos e já fui editor de mais de uma dezena de jornais e revistas especializados.///Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato; ou por email.
J Paz Filho