Depois de quase um ano de expectativas finalmente a Samsung coloca no mercado o seu tablet de 10.1 polegadas.

Do primeiro protótipo até o produto final foram muitas as modificações.

O principal motivo para vários adiamentos: lançar um tablet capaz de enfrentar o líder iPad 2.

Para isso, a Samsung deixou o 10.1 mais fino e mais leve do que o tablet da Apple.

No mais, ele vem com um pacote muito semelhante aos demais top de linha que rodam sob o sistema operacional Android 3.x. Quase todos usam o processador 1 GHz dual core Nvidia Tegra 2 e são poucos os recursos que possam realmente diferenciar uns dos outros.

Na verdade os fabricantes estão começando a perceber que o principal diferencial daqui para frente vai ser mesmo o preço.

Até agosto só com os planos da Vivo

Por enquanto — pelo menos até o final de agosto — ele só será comercializado através dos planos da Vivo. Com algumas configurações personalizadas.

Mas, a se confirmar o valor, a Samsung começou muito mal (1.999 reais, modelo 3G).

Com um plano de 2GB de acesso por mês, o preço do Galaxy 10.1 baixa para 1.399 reais. Mas aí você fica “sócio” da operadora.

Melhor mesmo é esperar o modelo Wi-Fi chegar às prateleiras dos grandes magazines. Aí sim finalmente poderemos analisar o seu custo-benefício.

J Paz Filho

J Paz Filho

Jornalista (PUC) /// Designer (Unisinos) /// Geek /// Produtor de conteúdo editorial ///Websites e e-commerce /// Editor de jornais e revistas
J Paz Filho