Há uns dois meses ressuscitei um laptop Made in 2007 e turbinei o “elemento” com uns 2GB de memória. Tá rodando beleza!

Mas… no verão de quase 40 graus a máquina estava esquentando tanto que precisei adaptar um suporte embaixo.

Agora não pude deixar de sorrir quando li que o recém-lançado iPad 3 também é meio esquentadinho.

Segundo o site independente norte-americano Consumer Reports, em condições extremas o tablet pode chegar a quase 47 graus. O teste foi feito rodando o game Infinity Blade II por 45 minutos.

Novos testes

Depois deste teste e dos relatos de usuários nas redes sociais e nos foruns de suporte da Apple, o site de tecnologia holandês Tweakers.net, executou o software GLBenchmark. Depois de cinco minutos, o novo iPad estava funcionando a 33.6C, contra 28.3C do iPad 2. É uma diferença de 5.3C.

Sentindo na pele

Apesar de os usuários relataram apenas um desconforto e o “superaquecimento” acontecer em situações extremas, não é improvável que a Apple faça algumas pequenas mudanças nos próximos meses.

A Apple também recomenda que os dispositivos portáteis, como o iPad, não sejam usados em ambientes com temperatura maior do que 35 graus.

Segundo o consenso médico a temperatura normal da pele é de 32C. Ou seja, o novo iPad está passando desta barreira. Pouco, mas está.

J Paz Filho

J Paz Filho

Jornalista (PUC) /// Designer (Unisinos) /// Geek /// Produtor de conteúdo editorial ///Websites e e-commerce /// Editor de jornais e revistas
J Paz Filho