Existem dezenas de serviços de streaming de música. Entre os maiores e mais tradicionais estão o Spotify e o Deezer.

O Deezer foi criado na França em 2006 por Daniel Marhely.

O Spotify é  sueco,  foi lançado em 2008 por  Daniel Ek e Martin Lorentzon.

São dois streamings bem semelhantes, começando pela forma de apresentação dos seus catálogos.

Os planos gratuitos retiram a qualidade máxima de som, trancam a opção de pular faixas, a seleção de faixas específicas — além de adicionar espaços para propaganda.

linha

Navegação

vencedor-nenhum4O que eu menos gosto nesses dois serviços é o que eles poderiam ter de melhor: a organização das músicas e a navegação. Na maioria das vezes,  o excesso de opções mais atrapalha do que ajuda.

Depois de um tempo eu acabei me acostumando, mas ainda acho que os desenvolvedores destes sistemas poderiam melhorar a navegação entre os menus.

É meio complicado mudar entre as playlists, álbuns e o que está sendo tocado.

Tentando driblar este problema, Spotify e Deezer se esforçam em facilitar o trabalho do usuário. Ora apresentando pacotes prontos com artistas e bandas,  ora seguindo as nossas preferências de uso. Nem sempre isso funciona.

Para quem tem um gosto musical mais “amplo”, como eu, o resultado destas “recomendações” fica meio bizarro. Quase sempre, as listas apresentadas só repetem as músicas que eu já tinha selecionado.

Quem procura  novidades, acaba sentindo falta de uma busca mais aprimorada como no finado Rdio

Eu busquei outra solução: quando quero uma playlist mais independente, fico ouvindo rádios no Tunein (iOS, AndroidWindows 10) e salvando no Shazam (iOS, Android e Windows 10) — que tem um link direto com o Spotify ou Deezer.

Outra dica: para fazer a mesma coisa, dá para usar o Earbits (iOS, Android, e Chrome Web Store), uma “rádio” por streaming que pré-seleciona músicas menos comerciais.

Agora, se você quiser montar uma playlist matadora, a dica é baixar o (imbatível) app Pandora. A seleção de músicas é a melhor de todos os streamings (além de entregar uma qualidade de som excelente).

Ele não está disponível para usuários brasileiros. A menos que… você baixe algum aplicativo VPN antes. Mais não posso explicar…

linha

Qualidade de som

vencedor-deezer3vencedor-spotify3Nas opções de qualidade de som, os dois sistemas oferecem escolhas genéricas, do tipo “básico” (Deezer) ou “automática” (Spotify).

O que interessa mesmo é o maior nível de audição. Ambos operam numa faixa até os 320 kbps, o que significa uma taxa compatível a um download de mp3.

Isso é maior do que a qualidade de saída do serviço de música da Apple, que não passa dos 256kbps.

Na prática, o resultado é semelhante à qualidade dos antigos discos mp3 e está ligado diretamente à capacidade de saída dos headphones ou sistemas de som.

linha

Número de assinantes

vencedor-deezer3 vencedor-spotify3 O número de assinantes do Deezer chegaria a 6 milhões (até janeiro de 2015/fonte: Statista). Em 2012 eram 2 milhões.

O Spotify teria 30 milhões de assinantes (até março de 2016/fonte: Statista). Com um total de 100 milhões de usuários ativos (até junho de 2016/fonte: Statista).

Em 2014 o faturamento do Spotify foi de 1 bilhão de euros, mas no último fechamento, realizado em maio de 2016, indicou um prejuízo de 180 milhões de euros.

Por outro lado,  a empresa está avaliada em 8,2 bilhões de dólares!

linha

Preço das assinaturas

vencedor-deezer3vencedor-spotify3Os dois serviços cobram o mesmo preço: 14,90 reais.

Spotify e Deezer oferecem um mês gratuito, para “degustação”. Mas isso costuma variar com promoções durante o ano.

Em ambos, a assinatura pode ser feita com um cartão de crédito “nacional”.

Valor menor do que apenas um CD na década de 1990.

linha

Quantidade de músicas

vencedor-deezer3vencedor-spotify3O Spotify diz ter 30 milhões de músicas. O Deezer anuncia 35 milhões.

Pela minhas buscas acho que está diferença deve estar correta.

Achei alguns artistas no Deezer que não estavam no Spotify.  

E isso pode fazer uma boa diferença para quem deseja encontrar alguma música ou artista mais “alternativo” ou “antigo”.

linha

Off-line

vencedor-spotify3Uma das grandes vantagens dos streamings de música é ouvir playlists sem precisarmos estar conectados à internet.

Para tirar o máximo dos recursos off-line, você vai precisar de um aparelho rodando sem trancos, com uma folga na memória RAM e no espaço disponível.

Fiz testes em um Nokia com Windows Phone, com 8GB, e os travamentos foram constantes. Problema resolvido depois que eu coloquei um cartão de memória com 16GB.

iPhone, iPad e iPod Touch aguentam o tranco sem engasgos.

Nos Android o ideal é ter um aparelho com uma configuração razoável (mínimo  de 16GB). O motivo? Você não consegue transferir as músicas off-line para um cartão SD. A não ser que faça um root no Android.

No Spotify dá para sincronizar no máximo 9.999 músicas distribuídas em até três dispositivo (3.333 músicas por dispositivo).

No Deezer, o limite fica em 1.000 músicas, independente do número de dispositivos.

Fique atento : recurso off-line só está disponível nas contas pagas. Nos dois serviços.

linha

Buscas

vencedor-deezer3É impossível não relacionar os layouts do Spotify e Deezer com o do iTunes.

Mas, vamos combinar, a Apple Music oferece uma busca bem mais refinada, com sugestões mais elaboradas, de acordo com o gosto do freguês.

A procura das músicas, nestes dois apps, pode ser feita por artista, palavras-chave, álbum, nome da música, gênero, gravadora ou listas de reprodução de outros usuários ou de especialistas — as playlists.

O Spotify entrega opções bem fraquinhas. Começando pelo item do menu “Parada”. Nem as antigas rádios AM usam mais esse termo. Acho as listas prontas do Sportify meio bizarras: “Top Brasil” é Maiara&Maraisa…

Na minha avaliação, o Deezer apresenta um catálogo um pouco mais adequado ao estilo do usuário.

linha

Letras: só no Deezer

Letras: só no Deezer

App Musixmatch: é bom, mas…

Letras

vencedor-deezer3Num serviço de streaming de música não deveria faltar a opção de apresentar as letras.

Neste item o Deezer ganha de lavada. Basta tocar no ícone com um microfone.

Não sei exatamente a porcentagem de músicas com esse recurso, mas deve estar ao redor de 60/70%.

Nem precisa ficar rolando a tela para acompanhar: um quadro  vai marcando a sequência da letra,  em sincronia com a música. Só que,  infelizmente, muitas vezes esta sincronia não é tãaao precisa assim.

O Spotify dispensou o seu serviço de letras do Musixmatch, mas este app ainda existe e pode ser baixado para iOS ou Android. Não é a mesma coisa do sistema nativo anterior; você precisa acioná-lo separadamente e, na versão gratuita, vem com anúncios absurdamente irritantes. Mas para quem não dispensa acompanhar as letras, o Musixmatch tem uma ótima tradução e sincronização.

linha

spoticast-chromecast

Demorou, mas finalmente o Spotify lançou a sua conexão nativa com o Chromecast, em novembro de 2015

Chromecast e smart TVs

vencedor-deezer3vencedor-spotify3Certo,  é muito bom usar fones de ouvido de qualidade.  Eu faço isso todos os dias quando saio para caminhar.

Mas em casa eu deixo os headphones de lado e substituo por um sistema de som de excelente qualidade – que comprei de barbada numa venda de garagem. Como não recebo nada dos fabricantes, só revelo a marca para quem pedir…

Dá para fazer isso de duas formas: usando um cabo P2 + RCA (escolha um de boa qualidade), ligando o sistema de som ao smartphone ou tablet; ou através de dispositivos que fazem esta conexão via wireless,  como o Chromecast.

O Deezer já oferece o ícone de ligação com o Chromecast desde junho de 2014. O Spotify lançou o seu em novembro de 2015.

Nos meus testes com aconteceram alguns travamentos na troca de músicas. No Spotify e no Deezer, em aparelhos com Android, Windows Phone e iOS.

Já para a conexão com uma Smart TV, vai depender se o fabricante oferece um aplicativo nativo para isso. Nas tvs mais novas, quase certo. Não fiz nenhum teste, minha TV Samsung não tem este recurso.

A conexão do Spotify com uma Apple TV também é direta. Difícil é achar o botão . Não fiz o teste com o Deezer na Apple TV.

E se você tiver um Chromecast, baixe o app na loja da Apple, que funciona igual ao app para Android (não dê muita importância para algumas trolagens nos comentários de usuários, falando que o app não presta. É uma briga antiga entre usuários de iOS e Android).

linha

Aplicativos

vencedor-deezer3Só o Deezer oferece aplicativos que adicionam novos recursos. Na sua página oficial dá para contar mais de 50 apps.

Já o Spotify matou a sua loja de aplicativos em 2014, logo depois de afirmar que os aplicativos dos desenvolvedores “parceiros” iria revolucionar a plataforma.

Deixou na mão dezenas de startups que apoiavam a empresa. Feio isso!

linha

caixas-de-som

Saídas de som

vencedor-deezer3vencedor-spotify3Se você gosta mesmo de música, então vai querer comprar uma caixa de som wireless. Acredite, algumas marcas oferecem um som que deixaria muito sistema antigo no chinelo.

E estou falando de apenas UMA caixa. O ideal, claro, é ter um sistema com duas, ou mais, caixas.

Aí é só ter um smartphone ou tablet,  um aplicativo de streaming e uma caixa de som. E adeus aos fios…

Já são dezenas de fabricantes e os preços podem variar entre 20 reais, em sites chineses, até 500 dólares (Onkyo CS-N755) ou mais.

Fique esperto: a qualidade do som está diretamente ligada ao seu preço.

linha

Plataformas / Spotify

Mac OS X // Windows // iOS (iPod/iPhone/iPad) // Android // Windows Phone // Blackberry // Linux // Palm // Symbian // Windows Mobile // Chromebook

Plataformas / Deezer

Mac OS X // Windows // iOS (iPod/iPhone/iPad) // Android // Windows Phone 7 e 8 // Blackberry // Linux // Chromebook // Xbox 360

linha

CURIOSIDADES

Ficou curioso para saber onde ficam as músicas off-line da sua playlist?

Os arquivos estão no formato Ogg Vorbis, e encriptados pelo Spotify/Deezer, de forma que nenhum outro sistema de mídia vai reconhecê-los como arquivos de música.

Ou seja, no momento em que você se desconectar da conta de um destes serviços perde a sua playlist também.

linha

E O VENCEDOR É…

Para quem, como eu, precisava sair de casa, ir a uma loja e pagar uns 30 reais por cada disco/CD, qualquer um destes dois streamings já me fazem muito feliz.

Até abril de 2017 em assinava os dois serviços. Meu cartão venceu e decidi cancelar o Deezer e ficar apenas com o Spotify.

Por que eu escolhi o Spotify? Sinceramente não saberia dizer com certeza. Provavelmente está relacionado com o layout e a distribuição dos álbuns/músicas/artistas/bandas.

J Paz Filho

J Paz Filho

Jornalista, faço a produção de conteúdo e a criação de websites - incluindo e-commerce.///Especialização em design na Unisinos///Editor de jornais e revistas especializados.///Faça um orçamento enviando uma mensagem no contato.
J Paz Filho

Últimos posts por J Paz Filho (exibir todos)